Quais as Tendências da Carreira de Segurança da Informação para os Próximos Anos?

Entenda mais sobre cibersegurança e as oportunidades no mercado para os profissionais dessa área.

O cibercrime está em constante evolução, encontrando novas formas de driblar os sistemas de segurança das empresas e ter sucesso em suas violações e sequestros de dados. Devido a isso, tornou-se uma grande necessidade investir na contratação de profissionais especializados para ajudar a manter a infraestrutura de TI segura. Monitorar e manter o controle de todos os múltiplos dispositivos e aplicativos utilizados, além de impedir que usuários não autorizados acessem os dados críticos da organização não é uma tarefa fácil e exige a ajuda de funcionários experientes. Nesse contexto, os profissionais especializados em segurança da informação passaram a ser muito procurados pelos empregadores, além de muitas organizações passarem a investir em treinamentos para os seus funcionários para que se tornem qualificados nessa área. Para aproveitar essa nova demanda que tem surgido no mercado, as pessoas que seguem a carreira de cibersegurança ou visam iniciá-la precisam estar sempre por dentro das novidades para se atualizar e acompanhar as evoluções da área.

Quais as tendências da carreira de segurança da informação?

O setor de segurança da informação ainda sofre com uma grande lacuna devido a falta de profissionais realmente preparados, por isso é uma grande oportunidade para as pessoas que já trabalham se destacar. Para isso é fundamental se atualizar.

Confira as principais tendências dessa carreira para ficar de olho:

Habilidades avançadas em novas tecnologias

A tecnologia está em constante evolução e novas soluções surgem no mercado a todo o momento. Os profissionais de TI precisam acompanhar essas inovações e se preparar para lidar com elas no ambiente corporativo. Algumas tendências como Cloud Computing e Internet das Coisas (IoT) estão sendo cada vez mais utilizadas pelas empresas e irão influenciar ainda mais as questões de segurança da informação nos próximos anos. Portanto é fundamental que os profissionais dessa área tenham as habilidades certas para lidar com essas novas demandas. O número de dispositivos conectados e incorporados à rede corporativa irão continuar aumentando e, consequentemente, as oportunidades de violações de dados aumentarão. Essas novas conexões dão aos cibercriminosos mais chances de invadir os sistemas das empresas para roubar suas informações. Por isso, os profissionais de segurança deverão ter conhecimento sobre dispositivos IoT e computação de ponta para compreender como esses dispositivos se comportam, quais dados eles coletam e como são processados e armazenados.

Cibersegurança alinhada aos negócios

A tecnologia não é mais vista como uma área técnica, responsável apenas por realizar manutenções. As inovações tecnológicas que estão surgindo passaram a ser difundidas em todas as partes do negócio. A segurança da informação tornou-se parte fundamental para o bom funcionamento de todo o negócio, visto que os dados corporativos passaram a ser o principal ativo das empresas e necessitam de muitos cuidados. Os profissionais dessa área precisam ter conhecimento sobre os outros departamentos para ser capaz de integrar segurança da informação no desenvolvimento de produtos, serviços e outras situações do dia a dia dos demais setores. Ele deve garantir que as novas ações e estratégias corporativas já compatíveis com as normas de segurança e sejam desenvolvidas de forma segura.

Fusão de habilidades

A Transformação Digital tem contribuído para a fusão de áreas e funções. Atualmente, os diferentes setores conseguem trabalhar de forma mais integrada e unida em prol dos objetivos da organização. Essa nova realidade irá exigir o compartilhamento de responsabilidades de segurança com a TI e muitas indústrias passarão a precisar de profissionais de cibersegurança especialistas em sistemas de controle e outras tecnologias.

Foco em compliance

Legislações como a GDPR e LGPD exigem que as empresas passem a manipular os dados dos usuários de uma forma mais consciente. É necessário garantir a proteção e privacidade das informações e o não cumprimento das normas pode acarretar em penalidades e multas gravíssimas. Portanto, os profissionais de cibersegurança precisam estar preparados para essa nova realidade, auxiliando suas empresas a ficarem em compliance e desenvolver políticas de segurança eficientes. Para que os profissionais de segurança da informação se destaquem no mercado é necessário se manter sempre atualizados sobre as tecnologias que surgem a todo o momento. É importante pesquisar cursos sobre blockchain, criptografia, segurança na Nuvem e formação de redes seguras.

(Fonte: Canal Comstor)

Qual o Novo Papel do CIO nas Empresas?

Quem é o CIO de uma empresa?

Anteriormente conhecido apenas como diretor de TI, o CIO é aquele profissional que tem a função de realizar o planejamento estratégico do setor de tecnologia da informação nas empresas. O CIO era responsável apenas por resolver questões técnicas, mas agora, com o aumento da mobilidade nas empresas e a adoção de tecnologias, como a Cloud Computing e Big Data, passou a ser responsável por promover inovações em seu empreendimento e adaptá-lo para as contínuas mudanças da nova realidade digital. Para que as inovações tecnológicas sejam incorporadas na organização de forma bem-sucedida, o CIO deve fazer uma ponte entre as estratégias estabelecidas e a sua execução. Ele deve ser capaz de promover o alinhamento entre os objetivos da TI com os dos demais setores. além de convencer os membros da diretoria sobre a aplicação deles. Para isso, ele precisa conseguir ir além das questões técnicas, mostrando a importância da tecnologia para os negócios.

 

Qual o novo papel do CIO nas empresas?

O novo papel do CIO é compreender a jornada de sua empresa para adotar a Transformação Digital. Ele precisa internalizar essas metas nos demais setores da organização, realizando uma integração entre eles. Esse profissional passou a ser encarregado de manter toda a empresa informada sobre a importância da implementação das novas tecnologias, fazendo relação direta delas com o core business e incentivando uma mudança de mindset de todos os colaboradores. Além de um perfil antenado às tendências tecnológicas, o CIO deve se focar na alocação de recursos de TI e diminuição de gastos, ou seja, precisa seguir uma abordagem voltada para os negócios. Os aspectos comerciais são ponto-chave e o CIO precisa colaborar nesse sentido, agindo de forma integrada na criação de novos negócios. Na gestão da informação, por exemplo, ele deve envolver as áreas comercial e de marketing. Ele precisa identificar como as novas tecnologias adotadas pela corporação podem contribuir para a gerar receita e agregar valor para os clientes.

O foco em vendas e nos clientes é fundamental, por isso, agora o CIO também precisa contar com habilidades para manter uma boa comunicação com os consumidores, utilizando a TI para auxiliar em todo o processo comercial de pré-vendas e pós-vendas. Diante de um mercado cada vez mais exigente e competitivo, os CIOs precisam estar preparados para guiar sua corporação ruma a realidade digital. Ele precisa ter a expertise para utilizar a tecnologia para prever as necessidades dos consumidores para atendê-las antes dos concorrentes. A partir disso, podemos concluir que esse profissional tem o papel fundamental de transformar a área de TI em uma verdadeira aliada do core business da empresa.

(Fonte: Canal Comstor)