5 Motivos Para o Blockchain Ser Considerado a Nova Ferramenta de Colaboração Para os Negócios

Descubra os principais motivos pelos quais o blockchain é considerado a mais nova ferramenta para os negócios.

 

O blockchain é agora uma nova e grande alternativa à moeda tradicional e a todo o sistema bancário centralizado, que não apenas está mudando a maneira como lidamos com as transações financeiras, mas também em vários aspectos do mundo corporativo. Desde que Satoshi Nakamoto publicou uma invenção que ele chamou de bitcoin em 2009, o blockchain teve seus altos e baixos. Mas ultimamente, no entanto, as pessoas passaram a olhar para esse sistema além de uma tecnologia controversa e passaram a considerar as infinitas possibilidades que ela pode representar.

Hoje, sabemos que a tecnologia do blockchain pode representar uma grande mudança na maneira como lidamos com os negócios em vários aspectos.

 

O que é um blockchain?

Ao permitir que a informação digital seja distribuída, mas não copiada, a tecnologia blockchain criou uma revolução na forma como realizamos as nossas transações digitais. O sistema de segurança do blockchain é feito usando-se criptografia para vincular o conteúdo do bloco recém-adicionado a cada bloco anterior, de modo que qualquer alteração no conteúdo de um bloco anterior na cadeia, invalidaria os dados em todos os outros blocos. Os blockchains são orientados por consenso, ou seja, um grande número de computadores está conectado à rede e, em um bloco são armazenados dados como o momento em que a transação ocorreu, a chave pública dos usuários que dela participaram e um identificador único. Os resultados são compartilhados com todos os outros computadores da rede, os computadores, ou nós, conectados a essa rede devem concordar com a solução, daí o termo “consenso”. Isso torna o trabalho descentralizado, ou seja, nenhuma única entidade pode assumir o controle das informações no blockchain. Portanto, não precisamos confiar em uma única pessoa responsável, gerando mais confiança no sistema.

A beleza desse sistema é que as transações registradas podem ser publicadas e verificadas, de modo que qualquer pessoa possa visualizar o conteúdo do blockchain e verificar se os eventos que foram gravados nele realmente ocorreram.

 

O blockchain para empresas

Apesar de inicialmente ter sido criado com um foco de negociação de Bitcoin, o blockchain pode ser usado para qualquer tipo de informação. Essa tecnologia está mudando a maneira como administramos os nossos negócios, especialmente pelos 5 motivos que iremos falar agora.

1. Sistema bancário – transações financeiras  Como podemos observar, o blockchain foi criado inicialmente para substituir as instituições financeiras tradicionais. Por este motivo, os bancos inicialmente passaram a se opor ao sistema, temendo o domínio caso as moedas não regulamentadas ficassem populares. Porém, o blockchain agora tem um novo amigo, e não por acaso é o sistema bancário global, ou seja, essa tecnologia tem crescido muito e ganhado cada vez mais a confiança de todos, e neste ponto acaba se tornando uma grande opção para as empresas efetuarem suas transações.

2. Facilitação de transações comerciais A tecnologia blockchain possibilita que as empresas criem uma rede autônoma para os seus fornecedores e parceiros, podendo desta forma automatizar os contratos, eliminado praticamente todos os gastos com intermediários. Isso é extremamente útil, pois sabemos que os gastos são um grande desafio para a maioria das organizações. O blockchain promove mais agilidade em todo o processo, conectando, sem intermediários, compradores e vendedores.

3. Armazenamento em nuvem Conhecemos o blockchain como um excelente sistema que facilita imensamente as transações financeiras, porém a sua tecnologia pode ser usada para muito além disso, como por exemplo armazenamento em nuvem. O poder da Blockchain não é apenas sua criptografia pesada, mas também sua distribuição através de uma cadeia de computadores, tornando-a ainda mais difícil de atacar. Isso é diferente de uma abordagem de nuvem híbrida em que as empresas mantêm dados na nuvem pública e privada. O Blockchain cria um mercado de armazenamento distribuído e descentralizado. Outro grande benefício que o blockchain pode trazer para as empresas, é que ele ajuda os usuários a terem mais privacidade, pois os dados e os arquivos não são totalmente controlados nem acessíveis por um único servidor. Em vez disso, os fragmentos criptografados são distribuídos por vários “nós” controlados por chaves que os usuários mantêm.

4. Gerenciar e assegurar registros privados descentralizados Sabemos que mesmo com todo o cuidado e utilizando de terceiros para proteger seus bancos de dados e informações, as empresas sofrem por causa das falhas no sistema. E podemos considerar com uma das grandes vantagens do blockchain o fato de cada registro ser individualmente criptografado e exigir uma chave de acesso personalizada. É claro que isso não garante que todos os dados estejam 100% seguros, mas ajuda a reduzir imensamente o número de falhas e fraudes. Ou seja, um hacker precisaria ter acesso a cada uma das chaves para conseguir acessar todos os dados cadastrados.

5. Aumento da produtividade Com a utilização da tecnologia blockchain, os recursos, o tempo e a energia atualmente destinados a alguns pontos da infraestrutura de TI e segurança da informação por exemplo, podem ser destinados a outras atividades estratégicas das organizações, gerando desta forma uma maior produtividade e economia. A tecnologia blockchain simplifica os processos e, consequentemente, reduz os esforços de trabalho gerando mais produtividade para o negócio como um todo. Como podemos observar, não nos surpreende, portanto, que a inovação blockchain tenha inspirado inúmeros empresários de todo o mundo a abrir suas próprias empresas e implementar os benefícios dessa nova tecnologia nos seus negócios.

Fonte: Canal Comstor

Os 7 Maiores Riscos a Dispositivos Móveis Corporativos

<< Para saber como a Vitae Tec pode ajudar no desenvolvimento do seu aplicativo clique aqui!>>>

Pesquisa aponta que 54% dos negócios tiveram informações roubadas porque os usuários perderam seus dispositivos.

Por conta de seus recursos exclusivos, os dispositivos móveis são mais difíceis de se proteger do que as máquinas convencionais, que utilizam hardware interno tradicional. Por causa disso, existem alguns riscos em dispositivos móveis corporativos, que devem ser levados em consideração pela equipe de segurança digital de uma empresa, como por exemplo:

1 – Portabilidade: por serem menores, celulares e tablets são mais fáceis de serem roubados. Estando nas mãos de pessoas má intencionadas, os dados da empresa podem estar correndo risco. A dica é orientar os usuários para manter os aparelhos sempre consigo, raramente em bolsas e mochilas e que nos aparelhos haja possibilidades de rastreamento do equipamento caso seja perdido.

2 – Roubo: o usuário pode estar sendo observado enquanto digita senhas de desbloqueio, login e senhas em softwares. Mesmo que haja controle biométrico em alguns casos, como digital e reconhecimento facial, quando está coagida a pessoa dificilmente não dará suas digitais para o ladrão. No mercado já existem películas anti spy, que bloqueiam a visão lateral da tela a partir do ângulo de 30 graus, além de escurecer a tela, sem distorcer a imagem. Pode ser uma opção para todos os dispositivos corporativos.

<< Para saber como a Vitae Tec pode ajudar no desenvolvimento do seu aplicativo clique aqui!>>>

3 – Configurações erradas: em dispositivos utilizados normalmente para uso pessoal, não existe configuração antimalware e criptografia de dados. No entanto, essas funções devem ser configuradas nos aparelhos corporativos.

4 – Phishing: pelo computador é possível checar links e URLs antes de clicar, conhecendo pela sua formatação se são confiáveis ou não. Pelos dispositivos móveis, com telas menores, a checagem pode ser mais trabalhosa, podendo haver caracteres alfanuméricos que conseguem enganar os usuários. A dica é não acessar o material pelos dispositivos até poder confirmar em um sistema desktop se é seguro.

5 – Senhas fracas para acesso a Nuvem: o invasor pode recuperar dados pertencentes a todos os aplicativos, assim como mensagens, contatos, dados pessoais, de cartão de crédito e registros de chamadas. Além disso, passa a controlar remotamente várias ações, como fazer compras em aplicativos e instalar funções não autorizadas. A única forma de barrar este tipo de invasão é criar senhas fortes e mudá-las constantemente.

6 – Ataques via SMS: são muitas as mensagens via SMS que começam a surgir nos celulares com links para serem clicados e remetidos a uma página específica. É importante checar a origem destas mensagens antes de clicar no anúncio, mais uma vez, protegendo-se contra o phishing.

7 – Wi-Fi público: aeroportos, bares, restaurantes e outros locais públicos para trazerem mais conforto aos seus clientes, oferecem Wi-Fi grátis. Porém, nessas redes o nível de proteção dos dispositivos é mínimo. Acesso a contas bancárias e informações estratégicas não podem ser acessadas quando o dispositivo está conectado a essas redes públicas. Além disso, é necessário evitar colocar senhas e fazer logins de acesso a softwares nesses locais, pois facilitam a rastreabilidade de hackers.

Na pesquisa “O fator humano na segurança de TI: como os funcionários estão deixando os negócios vulneráveis de dentro para fora”, a Kaspersky Lab constatou que 54% dos negócios tiveram informações roubadas porque os usuários perderam seus dispositivos. Além disso, 48% dos incidentes foram resultados direto do descuido dos funcionários, que clicaram ou aceitaram links maliciosos. Enfim, todos esses fatores devem ser considerados pelas empresas que oferecem os dispositivos para seus colaboradores ou que permitem o BYOD, sinalizando na política interna de segurança digital as regras de uso do aparelho, quais as navegações e aplicativos são permitidos.

Fonte: Canal Comstor

Por Que Devo Ter Um Site

Em breves palavras vamos tentar entender a importância de um site, seja para uma empresa grande, média, pequenos negócios, ou até mesmo para profissionais liberais/autônomos!

Muitas pessoas acreditam que não é necessário ter um site, basta ter as “redes sociais”!

Pois bem, isso não é verdade! É um erro pensar assim.

É certo que as redes sociais são muito importantes nos dias de hoje, mas não dispensam, jamais, um site e todo seu “poder de fogo”!

Entre vários pontos podemos citar:

  1. a rede social NÃO é sua, a qualquer momento ela pode ser alterada e ninguém vai perguntar para você se concorda com a alteração;
  2. você tem nenhuma garantia de que as suas informações colocadas ali estarão seguras, ou seja, se elas desaparecem por qualquer que seja a razão, não adianta reclamar – e acredite, é mais comum do que se imagina;
  3. todo mundo tem redes sociais, site só os “top”;
  4. as redes sociais de todos são exatamente iguais, layout e cores, só muda o conteúdo que você coloca;
  5. a rede social está sujeita a ficar “fora do ar” por motivos que não tem nada ver com você;
  6. o site é seu, mudanças só ocorrem por sua vontade e autorização;
  7. no site você tem segurança garantida em contrato de que suas informações estarão seguras;
  8. em hospedagens de empresas como a Vitae Tec você tem garantia de disponibilidade;
  9. hospedando seu site na Vitae Tec você recebe contas de e-mail ilimitadas;
  10. o site mostra para seus clientes e clientes em potencial, maior credibilidade do seu negócio;
  11. o site ajuda a reforçar sua marca, seu nome;
  12. o site permite que você tenha recursos ilimitados como: atendimento online, cadastro de clientes, pagamentos, orçamentos personalizados, total liberdade para criar layout das páginas, formulário de contato, mapa de localização, vitrine online e muito mais;
  13. com o domínio do site e as contas de e-mail você poderá atender seu público de maneira personalizada. Imagine você recebendo um e-mail “joao_1950@gmail.com” e outro “joao@nomedalojadojoao.com”, qual deles lhe passaria maior credibilidade?!

Estes são só alguns exemplos que mostram as vantagens de um site!

No entanto, também não é indicado ter o site e não ter presença nas redes sociais. SIM é muito importante manter as redes sociais, além do site!

 

O que dizem as pesquisas

1) Pesquisa mostra que a maioria do público entrevistado (63%) procura informações na internet antes de realizar uma compra! (EGM – Estudo Geral de Meios, Ipsos Connect)

2) Estudo realizado pela E-commerce Radar – Atlas, primeiro semestre de 2017.

3) Pesquisa do Sebrae no último dia dos pais mostra que 84,4% dos consumidores pesquisam na internet antes de realizar uma compra!

4) As pessoas passam diariamente, em média, 12h e 39m na internet (PC/Tablet/Mobile), e 02h e 37m assistindo TV. (Fonte: Hootsuite/We Are Social – Janeiro/2017)

 
Ainda tem dúvidas sobre a importância do site?!

Como posso ter um site? Qual o investimento?

Para ter seu site é muito mais simples do que você imagina, basta procurar uma empresa que lhe ofereça garantias!

Aqui na Vitae Tec você pode ter seu site de duas formas:

  1. Tradicional: A partir de R$ 2.300,00 (consulte o valor ao contratar) o site institucional mais simples, o valor vai aumentando de acordo com os recursos desejados. O site será desenvolvido especialmente para você, projeto específico, com layout voltado para seu negócio, e a homologação de entrega será apenas quando você disser que está tudo conforme você gostaria que estivesse! Neste modelo de trabalho você paga um valor e o site é seu. Depois você poderá hospedá-lo (deixar o site disponível para ser acessado) na aqui na Vitae Tec ou em qualquer outra empresa de sua preferência. O prazo para entrega depende do que será desenvolvido no site, em média a partir de 30 dias;
  2. Site-Express: R$ 79,00/mês (consulte o valor ao contratar) para alugar um pacote de serviços que inclui:
  • modelo de site (o cliente escolhe um dos modelos disponíveis – pode personalizar cores, imagens, textos, e outros pequenos detalhes)
  • hospedagem
  • domínio (endereço eletrônico)
  • e-mails ilimitados
  • prazo de entre em até 3 dias
 
 

Observações:

  1. Com os dois modelos de trabalho seu site terá um painel de controle para você mesmo administrar o conteúdo;
  2. Todos os sites negociados pela Vitae Tec são responsivos (se ajustam em qualquer tamanho de tela).

 

Veja no vídeo abaixo alguns exemplos de sites simples:

 

 
 

Conclusão

Podemos dizer que as redes sociais tem um papel importante em ajudar a divulgar seu negócio, o seu site tem importância em fortalecer sua marca, seu nome, e melhorar a interação com seu público.

E ao contrário do que alguns possam imaginar, é rápido, fácil, e um excelente custo x benefício adquirir um site!

Vem pra Vitae Tec!

 

Não fique para trás da concorrência, tenha ainda hoje seu site! Mesmo com os modelos mais simples que oferecemos seu negócio já passará mais credibilidade e segurança ao seu público!

E todos viveremos felizes para sempre!!! 🙂

 

Site Express

Site Express

Pesquisa mostra que a maioria do público entrevistado (63%) procura informações na internet antes de realizar uma compra!
(EGM – Estudo Geral de Meios, Ipsos Connect)

Se o seu negócio ainda não tem site já está atrás do concorrente que tem!

<< Saiba mais em http://vitaetec.com/site-express >>

Aproveite: modelo de site para escolher, painel de controle para administrar o conteúdo, sem período mínimo de contratação, domínio durante TODO o contrato, contas de e-mail, lista de e-mail, hospedagem de 3GB.

Brasil supera EUA e Canadá no uso da internet

Os brasileiros superam os americanos e os canadenses quando se trata do tempo que passam navegando na internet e assistindo televisão. É o que revela um estudo divulgado esta semana pela Worldwide Independent Network of Market Research (WIN) e realizada no Brasil pelo Ibope Inteligência, por meio da unidade de pesquisas online Conecta. Entre os entrevistados por aqui, 95% navegam na internet todos os dias e 82% assistem tevê diariamente, média acima do verificado nos países da América do Norte.

Segundo o levantamento, TV e internet são meios complementares, um vez que 72% da população de nove países das Américas navegam na web para buscar informações sobre algo que viram na televisão. Isso ocorre com mais força no Brasil, onde 96% dos entrevistados dizem fazer isso.

Assistir TV pelo smartphone também está se tornando comum, sobretudo no Brasil, onde esse hábito já é praticado na mesma proporção que nos Estados Unidos. Na média das Américas, 24% dos habitantes assistem televisão pelo smartphone. O uso do smartphone para assistir TV é mais comum em casa (69%) ou em transportes como ônibus e metrô (52%). Mas há também uma parcela significativa que faz isso no trabalho (43%), na casa de amigos (27%) e em restaurantes (26%).

O Brasil também é primeiro quando o assunto é assistir filmes e programas de TV por meio de serviços on demand, como Netflix. No país, 49% o fazem no mínimo semanalmente, o que coloca o Brasil no topo do ranking, junto com os Estados Unidos.

Foram realizadas 8.533 entrevistas em nove países da América Latina, em maio de 2016. No Brasil, foram entrevistados 1.004 internautas.

Fonte: http://www.portaldocanal.com/

Veja 10 dicas que podem tornar seu iPhone mais seguro

A empresa russa de softwares de segurança para internet Kaspersky Lab divulgou 10 dicas para aprimorar manualmente a segurança e privacidade dos iPhones. Embora a Apple sejam conhecidos pela segurança de seus produtos, uma série de vulnerabilidades podem ser solucionadas seguindo as dicas abaixo:

1) Utilize uma senha forte, em vez do código de 4 dígitos

Um senha complexa, combinando números letras e símbolos em vez do simples código pin de 4 dígitos é uma boa opção para manter seu celular seguro. A Kaspersky Lab também recomenda a ativação da opção “apagar dados” após 10 tentativas – é bom ter em mente que essa opção é irreversível e caso o número de tentativas exceda as 10, não será possível recuperar os dados contidos no aparelho.

Para que serve? Reduzirá a probabilidade de um criminoso adivinhar a sua senha.

Onde é ativada esta opção? Vá em Definições, Touch ID e código, Solicitar: de imediato, código

2) Desative as notificações na tela bloqueada

Quanto menos informação seu iPhone mostrar na tela bloqueada, mais seguros estarão os seus dados, mensagens, emails e informação de aplicações que contenham informações sensíveis, como códigos, conversas privadas, dados financeiros, etc.

Para que serve? Evitará que desconhecidos vejam a informação que aparece na sua tela bloqueada.

Como ativar esta opção? Vá a Definições, Touch ID e código, seção: permitir acesso enquanto estiver bloqueado.

3) Ative a verificação dois fatores do iCloud e Apple ID

É recomendável que o usuário do iPhone ative, sempre que disponível, a verificação em dois fatores nos serviços do iCloud e Apple ID. Quando configurar a verificação, poderá registrar um ou mais dispositivos (sobre os quais tiver o controle), que receberão um código de verificação de 4 dígitos através de SMS ou do serviço de Find My iPhone. Assim, cada vez que acessar o Apple ID, iCloud ou comprar alguma coisa no iTunes ou App Store, deverá verificar a sua identidade introduzindo a senha e o código de verificação de 4 dígitos.

Para que serve? Esta opção evitará que uma pessoa não autorizada acesse suas contas.

Como ativar esta opção? Vá em https://appleid.apple.com/pt/ Gestão da ID da Apple; ID da Apple e senha; Verificação de dois fatores

4) Desative a Siri na tela bloqueada

O assistente pessoal Siri infelizmente pode revelar determinada informação que você pode preferir manter privada – mesmo com a tela bloqueada, já que o assistente pessoal permite a comunicação com qualquer pessoa, não só com o dono do aparelho. A recomendação dos russos é evitar que ele seja ativado com a tela bloqueada.

Para que serve? Evitará que alguém obtenha informação do seu smartphone utilizando a Siri.

Como ativar esta opção? Vá a Definições, Touch ID e código, seção: permitir acesso enquanto bloqueado, Siri: desativado.

5) Desative a sincronização automática com iCloud

Os russos recomendam a desativação manual do serviço de sincronização. Quando o está telefone sincronizado com o iCloud, a informação contida nele é guardada e não desaparece, nem sequer se for apagada de forma local. O mesmo acontece com quase todos os tipos de arquivos e informação dos iPhones e do iCloud: mensagens, contatos, notas e documentos. Tudo se sincroniza automaticamente, a menos que desative esta opção.

Para que serve? Reduzirá o risco da sua informação, armazenada nos servidores do iCloud, ser violada se você perder algum dos seus dispositivos da Apple

Como desativar esta opção? Vá a Definições; iCloud.

6) Desative as ligações Wi-Fi automáticas para redes conhecidas

Existe a possibilidade de que criminosos criem suas próprias redes wireless falsas, usando o mesmo nome que os pontos de acesso de confiança, o que pode permitir o roubo de todos os seus dados.

Para que serve? Reduz o risco de ligação a redes wireless maliciosas.

Como ativar esta opção? Vá a Definições, Wi-Fi, perguntar antes de acessar: ativado.

7) Habitue-se a usar VPN

Apesar da maioria desses serviços serem pagos, uma Rede Privada Virtual (VPN) é uma ferramenta fundamental para todos os usuários do iPhone que se ligam a diferentes redes wireless, incluindo as desconhecidas.

Para que serve? As VPN codificam o tráfego de entrada e saída dos dados da Internet, tornando-os impossíveis de interceptar e analisar.

Como ativar esta opção? Vá a Definições; Geral, VPN, Adicionar configuração VPN.
PS: Toda a informação que adicione será dada pelo seu fornecedor de VPN.

8) Desative o uso de cookies no seu browser

Os cookies podem conter informações sobre você, o seu computador, o seu smartphone, suas preferências, dados de acesso, ou seja, informações sensíveis que, em mãos erradas, podem causar algum estrago. Desativar o uso de cookies vai tornar sua navegação mais lenta, porém mais segura.

Para que serve? Reduzirá o risco de um uso não autorizado dos seus dados de início de sessão e outros dados privados que se armazenam nos cookies.

Como desativar esta opção? Para Safari: vá a definições, Safari, Privacidade e Segurança, não rastrear: ativado, Bloquear cookies: sempre. Para outros browsers, faça o mesmo na configuração de cada um.

9) Apague a opção de autopreenchimento nos seus browsers.

Um sistema similar ao uso de coockies: se alguém roubar seu iPhone, terá a possibilidade de acessar a muitas das suas contas com as suas credenciais que estarão autopreenchidas em um navegador operado por um criminoso.

Para que serve? Reduzirá o risco de alguém iniciar sessão em páginas web com os seus dados, no caso de o seu iPhone cair em mãos alheias.

Como desativar esta opção? Para Safari, vá a Definições; Safari; Geral, Passwords e autopreenchimento. Para outros browsers: faça o mesmo na configuração de cada browser.

10) Não deixe que as suas aplicações acessem contatos, fotos, mensagens e outros dados privados

No iOS 8 existe um número significativo de ferramentas e funções às quais podem acessar as suas aplicações: GPS, aplicativos de mensagens e até novos teclados.

Para que serve? Terá a certeza de que empresas multinacionais como o Google ou o Facebook não saibam onde está, o que está fazendo ou qual é a sua pizza favorita.

Como ativar esta opção? Vá a Definições; Privacidade.

(Fonte: Olhar Digital)

12 motivos para ter um site!

Entre outros que poderiam ser listados, os motivos a seguir nada mais são que os próprios benefícios que você já deveria estar colhendo por ter um site:

1 – Além de trazer novos negócios, um site pode ter funcionalidades que facilitam o seu trabalho;

2 – Como os negócios na Internet movimentam cada vez mais dinheiro, você pode estar deixando de ganhar mais por não ter presença digital;

3 – Seus clientes terão a oportunidade de divulgar seus produtos e serviços sem custo para você, atingindo milhares de pessoas com a facilidade de um clique. É o boca-a-boca digital, muito mais rápido e para muito mais gente;

4 – Como negociamos com quem conhecemos, seus possíveis clientes, por terem a oportunidade de conhecer melhor a sua empresa, tenderão a negociar com você e não com as empresas que não conhecem;

5 – Um site com bom design dá credibilidade ao seu negócio. Os consumidores esperam que as empresas tenham site. E quem ainda não conhece sua empresa vai poder encontrá-la na Internet;

6 – Mesmo que seu negócio já tenha presença digital em redes sociais, convém lembrar que ainda é no Google que a maior parte das pesquisas é feita. Além disso, o sucesso de uma rede social pode passar, mas você sempre pode usar a de maior sucesso no momento para promover o seu site;

7 – Um site permite que seu público-alvo informe-se sobre o seu negócio a qualquer dia e horário;

8 – O investimento em um site é menor do que diversas outras formas de divulgação, e permite mensurar os resultados de forma praticamente imediata, pela própria Internet;

9 – Mesmo para produtos ou serviços que não podem ser vendidos pela Internet, o fato de ter um site lhe permitirá gerar mais negócios;

10 – Você pode analisar dados de acesso ao seu site e dados de cadastro para conhecer melhor o perfil de seus clientes. E com os dados, anunciar novidades para quem já demonstrou interesse pelo seu negócio;

11 – Os internautas consideram que os sites que aparecem nas primeiras posições de buscadores como o Google são das melhores empresas;

12 – Se o seu concorrente já tem site, você está ficando para trás… Se ele ainda não tem, você pode sair na frente.

E se você já tem um site, mas ele não está trazendo estes benefícios para você, escolha um bom fornecedor web para reformulá-lo e bons negócios!

(www.administradores.com.br/artigos/negocios/12-motivos-para-ter-um-site/73778/)